ECG (Eletrocardiograma)

Exame simples que registra a atividade elétrica do coração

O eletrocardiograma (ECG) é um exame simples que registra a atividade elétrica do coração, capaz de identificar anormalidades e alterações dos músculos e nervos que compõem um dos órgãos mais importantes do corpo humano.

Indicado pelo Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) como exame complementar, o ECG é indispensável na avaliação médica de funcionários com atividade laborativa sedentária ou que são expostos a ambientes que exijam Esforços Físicos, Operadores de Equipamentos Móveis, Brigadistas, Espaços Confinados e Trabalhos em alturas. A faixa etária e as características fisiológicas (peso e altura) do trabalhador também podem tornar a realização do exame obrigatória.

Exame Ocupacional

O PCMSO é quem determina o período obrigatório para a realização do exame de eletrocardiograma, junto com aval e avaliação do médico do trabalho e o consenso do Programa de Prevenção dos Riscos Ambientais (PPRA). Na maioria das empresas, o exame é realizado anualmente.

O exame de eletrocardiograma ajuda o médico detectar disfunções cardíacas que possam comprometer o desempenho físico do colaborador, durante sua jornada de trabalho. Esses distúrbios identificam a presença de arritmias, além de ajudar na prevenção de doenças graves e na elaboração do melhor diagnóstico. Dependendo das alterações no resultado do ECG, colaboradores que trabalham em altura, espaços confinados ou operações de máquinas e serviços braçais podem ser submetidos à troca de função.

Médicos alertam que é grande a possibilidade de pacientes sofrerem acidentes de trabalho, como mal súbitos ou até infartos.

Em casos de acidente de trabalho, a vulnerabilidade da empresa ser processada aumenta, gerando processos trabalhistas, civil e até criminal.